segunda-feira, 7 de julho de 2008

Aconteceu comigo...

“A palavra é para o ouvido o que a luz é para os olhos” Mme. Lambert


Dia 28/06 foi um dia que pareceu um filme, e seu título chamaria: “Um dia de pouca sorte!”, ou melhor, como não sei do que me livrei...serei sensata:
“Um dia bem diferente!”

Fui fazer meu 1º curso de Scrapbooking, já venho fazendo algumas páginas como autodidata, afinal, adoooro ler!
O curso começou as 9:00 h e terminou 11:00 h e pouco. Paguei, escolhi algumas folhas novas, alguns adesivos...e fui para casa.
No retorno, lembre que havia esquecido a minha caixa com várias fotos, fiz o retorno e fui à loja.
Falei que havia esquecido na sala umas matérias, me disseram, “vai lá que tem gente!”. Senti-me convidada e logo fui entrando, afinal o portão estava apenas no ferrolho.
De repente, 3 cachorros começaram a latir e vieram correndo em minha direção, como tenho medo, eu gritei e saí correndo na esperança de sair pelo mesmo portão que entrei, porém não deu. O portão estava todo forrado de tela de proteção. Até agora me pergunto: “Proteção para quem?!”.
Quando passei a mão, pense na sobrada, não deu tempo...eles me derrubaram, me morderam e ainda rasgaram minha calça (só usei 2 vezes!). O pessoal que estava na sala, correu para me ajudar. Tudo não durou porco mais que alguns minutos. Foi o suficiente para ter ficado assustada, mordida e ainda por cima, bati o cox na quina, isso sim doía mais que qualquer mordida.
Ainda no local, lavei as mãos e o ferimento com água e sabão amarelo. Bebi água e fui para a policlínica mais perto.
Fui ao Lessa de Andrade, não havia atendimento no sábado, depois fiquei sabendo que só atende para vacinações durante a semana de 7h às 8h da manhã. Pasme!!!
Fui direto para a maternidade Barros Lima, fiquei + ou – 2 h para ser atendida e nada! Minhas costas doíam muito e fui obrigada a procurar um hospital particular. Lá chegando pedi para ser atendida por um ortopedista, esse foi meu erro, esperei mais 1 h para que desocupasse uma sala e o médico pudesse me ver. Entrei já muito nervosa, pois afinal estava com as costas muito inchadas. Aplicaram-me uma dipirona injetável para aliviar a dor. Tirei algumas radiografias da bacia, porém não houve fratura, foi apenas a pancada. Saí do hospital, já eram umas 20h e fui atrás de uma clinica para tomar a anti-rábica.
Fui numa clínica 24 h em Boa Viagem. Lá chegando pediram para que eu aguardasse e foram chamar a enfermeira. Tomei a vacina e anotam que eu devia retornar após 7dd para a aplicação da 2º dose. Foi –me dito que, conforme o MS (Ministério da Saúde) era necessário tomar nos dias, 0, 7 e 14.
Peguei o cartão e fui embora, no sétimo dia do ocorrido fui procurar uma policlínica, recebi a informação que na Encruzilhada davam essa vacina. Soube na portaria que há 5 anos não mais aplicação vacinas lá.
Fui a Policlínica da Campina do Barreto. Onde uma enfermeira muito simpática me atendeu. E olhou as datas informadas no cartão.
Foi quando soube que deveria ter tomado a 2ª vacina com 3 dias, pois mordidas recebidas eram de caráter identificado como leve, porém nos pés e nas mãos.
Mesmo assim, tomei a vacina e é necessário observar o animal por 10dd. Prazo esse que se esgota amanhã (08/07).
Saí de lá com uma péssima sensação de como experimentei a demora, o caos, a desinformação na área de saúde!
Seja nos hospitais públicos, seja no hospital particular.
Simplesmente, se o animal adoecer eu não estou protegida, pois a vacina não foi aplicada no prazo correto.
Se Deus quiser nada ocorrerá, porém, é assim que ficamos? Pagamos e muiiiitotodos os impostos que nos são cobrados, apesar de que, ao necessitar-mos....

Ficamos na mão!!!

Um comentário:

Seja bem-vindo(a)!

LinkWithin

Blog Widget by LinkWithin